Perder peso sem sofrimento: o que a cirurgia metabólica pode fazer por si

Perder peso sem sofrimento: o que a cirurgia metabólica pode fazer por si

Existem vários tipos de cirurgia metabólica ao nosso dispor, desde as mais simples até opções um pouco mais ambiciosas. Um artigo do médico cirurgião Eduardo Lima da Costa.

A perda de peso é um dos objetivos que vamos “alimentando” ao longo do ano, pois sabemos que tem vantagens estéticas, cardiovasculares, osteo-articulares e até oncológicas. Contudo este objetivo nem sempre passa disso mesmo.

Hoje, no entanto, existem formas inovadoras e medicamente validadas que permitem alcançar de forma rápida, saudável e segura esse desejo.

Através de um teste de suscetibilidade genética, a equipa médica é capaz de lhe desenhar um plano transversal e individualizado com o objetivo de lhe possibilitar a necessária e correta alteração de estilo de vida. Através de pequenas adaptações alimentares ou identificação de variáveis fisiológicas que influenciam o exercício e possibilitam treinos a que o indivíduo responde melhor, conseguimos maximizar resultados potenciando em muito o seu esforço. Em situações específicas, quando o peso interfere de forma medicamente relevante na sua saúde, qualidade e mesmo esperança de vida, o recurso a soluções cirúrgicas para o tratamento de obesidade, pode ser a opção mais segura e com melhores resultados sustentados no tempo, resolvendo ou prevenindo problemas metabólicos.

Existem vários tipos de cirurgia metabólica ao nosso dispor, desde as mais simples e fundamentalmente restritivas como é o caso do “Sleeve” Gástrico, até opções um pouco mais ambiciosas como é o caso do “Bypass” Gástrico e suas variantes, que à redução de peso possibilitam um efeito metabólico ainda mais marcado. As soluções, necessariamente personalizadas e sempre propostas de forma integrada e participativa, sustentam-se na melhor e mais atualizada evidência médica e científica disponível. Por isso, no CIM, cada indivíduo é avaliado por uma equipa experiente e multidisciplinar que, de acordo com as características/perfil do indivíduo, seleciona a melhor cirurgia e tratamento para determinado quadro clínico, quer em termos de perda de peso, quer quanto à necessidade de intervenção metabólica.

Na avaliação personalizada, para além de objetivos claros quanto à perda ponderal, traçam-se planos de ação sobre múltiplas variáveis radicalmente afetadas com estas intervenções: objetivos de ordem estética e de autoestima / afirmação pessoal, controlo de hipertensão arterial, colesterol alto e “fígado gordo”, ressonar e higiene de sono / apneia de sono, pré-diabetes e diabetes de tipo 2, risco de enfarte ou AVC, incontinência urinária e diminuição do risco de cancro.

Após validação médica, a cirurgia oferece, de acordo com o que de mais relevante se sabe em termos internacionais, a forma mais rápida, eficaz e sustentada no tempo de controlar o peso. Feita de forma minimamente invasiva, há ainda a possibilidade da intervenção ser única e exclusivamente feita através do umbigo. Nesta abordagem, dita “porta única”, as cicatrizes são virtualmente invisíveis (porque desaparecem sob o umbigo), o que lhe permite manter toda a privacidade.

As intervenções cirúrgicas em questão, através de um reajuste do tubo digestivo e alterações de cascatas hormonais com este relacionadas, de forma muito segura e altamente protocolada, têm resultados validados segundo os padrões médicos mais exigentes. São abordagens revolucionárias na medida em que modelam a forma como o indivíduo se relaciona com os alimentos, permitindo sem esforço (e este será o segredo para resultados duradoiros) não só uma diminuição da fome e saciedade precoce, mas também uma natural preferência por alimentos menos ricos em açucares simples e gorduras. Favorece-se, desta forma, uma instintiva aptidão para alimentos mais saudáveis, em doses intervalos adequados.

O mais importante é que, sem a perceção da imposição de sacrifícios e de maneira confortável, segura e perfeitamente adaptada à sua dinâmica social, pode retomar a sua forma física e psíquica, com indiscutíveis ganhos de saúde e autoestima, conseguindo assim atingir o objetivo que adiava há tantos meses ou anos.

Fonte Sapo LifeStyle,  https://lifestyle.sapo.pt/saude/peso-e-nutricao/artigos/perder-peso-sem-sofrimento-o-que-a-cirurgia-metabolica-pode-fazer-por-si

Eduardo Lima Costa

Cirurgião no Centro de Inovação Médica.